terça-feira, 24 de setembro de 2019

500 anos da viagem de Fernão de Magalhães

Fernão de Magalhães foi o navegador português que planeou a viagem e concebeu o projeto de circum-navegação da Terra, mas morreu numa emboscada nas Filipinas, em abril de 1521. 
Após a sua morte, os espanhóis rumaram às ilhas Molucas, que eram o objetivo principal da expedição, mas a armada dividiu-se.
E portanto os espanhóis reclamam este feito e comemoram...


No dia 6 de setembro 1522, a nau Victoria, o último navio da armada de Fernão de Magalhães e o primeiro a dar uma volta completa ao mundo, chegou ao porto de San Lúcar de Barrameda.
Sebastián Elcano prosseguiu a viagem, foi recebido pelo rei de Espanha e foi  recompensado com uma tença (subsídio vitalício) e um escudo de armas com a esfera do mundo. 
A primeira viagem à volta do mundo foi rapidamente divulgada e reconhecida como um enorme feito de navegação dos espanhóis. 
Mas... Sabemos que estes acontecimentos tmabém envolveram pelo menos um português!

Fonte: Os Dias da História - O regresso da Nau Vitória. Paulo Sousa Pinto Produção: Antena 2. 2017

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

terça-feira, 11 de junho de 2019

Terrorismo no séc. XXI


Para ver o trabalho siga este link: Terrorismo no século XXI

 Trabalho premiado no Projeto+ 

Neste trabalho abordamos o tema relativo ao impacto que o terrorismo tem na atualidade. A escolha deste tema recaiu nas constantes notícias que nos são apresentadas diariamente pelos medias, bem como no facto de ser um tema de grande importância dado que está em causa a violação de direitos fundamentais dos Homem. Assim, com este trabalho tentamos procurar uma resposta, que nos consiga “justificar” as motivações que estão na base do terrorismo, mesmo sendo injustificáveis.
Constantes ataques deixam populações aterrorizadas, destruídas e, até mesmo, aniquiladas. 
E com isto surge uma questão: O que esta situação reserva para o século XXI?
São destacados os atentados às Torres Gêmeas, nos Estados Unidos da América, na cidade de Madrid, em Espanha, em Bali, na Indonésia, Londres, em Inglaterra e Paris em França. 
Os métodos, estratégias e meios utilizados pelos terroristas são variados e imprevisíveis e as variantes suicidas dos terroristas, bem como o eventual uso de armas de destruição em massa (ADM) ,mostram a vulnerabilidade dos Estados-Nação a todos estes ataques. 
Mas o que dizer quanto à racionalidade que possa estar associada às ações terroristas?
E quanto aos propósitos? Que racionalidade poderão ter?
De que forma o terrorismo viola os Direitos Humanos?
Que mundo nos espera?
Estas são algumas das questões que serão abordadas neste trabalho. 

Sofia Teté e Bibiana Oliveira, 12º C
Trabalho premiado no Projeto+ em 7 de junho de 2019
Orientação do trabalho: Dra. Ana Sousa





sexta-feira, 7 de junho de 2019

O Tratado de Tordesilhas faz 525 anos!


Planisfério de Cantino
Foi assinado 7 de junho de 1494 na localidade castelhana de Tordesilhas.
Foi um tratado celebrado entre Portugal e Castela, para dividir, entre estes dois poderosos reinos, as terras "descobertas e por descobrir" fora da Europa.

O Tratado de Tordesilhas assinado entre D. João II de Portugal e os Reis Católicos consagrava a Portugal todos os territórios compreendidos até ao meridiano que passa a 370 léguas a ocidente da ilha de Santo Antão, do de Cabo Verde.

Esta linha imaginária permitiria englobar, na coroa portuguesa, para além das terras africanas, a Índia, parte da Ásia e o Brasil, de cuja existência apenas sabia D. João II desde a viagem de Bartolomeu Dias em 1488 ao cabo da Boa Esperança.


Este tratado representou a evolução do processo de expansão europeia levada a cabo por Portugal e Castela. Foi a primeira vez na história que duas potências partilham o mundo tornando-o bipolar. Para Portugal, representou a capacidade de definir uma área de influência em paz com Castela e dentro do que eram os objetivos estratégicos do rei D. João II.

(evocação histórica dos alunos do 8º C)

quarta-feira, 5 de junho de 2019

A Paz na Europa - Lembrando o dia D - 6.6.1944



Uma homenagem aos que deram a vida durante os desembarques da Normandia para libertar a Europa e assim contribuir para o fim da 2ª Guerra Mundial. No dia 6 de Junho de 1944, começava a invasão dos Aliados - a Operação Overlord que se tornou o maior desembarque naval de tropas em combate até hoje. 
Passaram 75 anos. Tantos jovens, vindos de muitos países deram a vida.
A Paz que temos hoje é um desafio permanente.

Saving Private Ryan - 1998 - Steven Spielberg
- Depiction of the Omaha Beach assault

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Dia da Europa


Dia da Europa

O Dia da Europa, 9 de maio, assinala o fim da Segunda Grande Guerra e é a data em que é proferida a Declaração de Robert Schuman (fotos de arquivo aqui) que partilhou a sua visão para uma Europa unida em 1957: “A paz mundial não poderá ser salvaguardada sem esforços criativos que estejam à altura dos perigos que a ameaçam (…) “A Europa não se fará de uma só vez, nem de acordo com um plano único. Far-se-á através de realizações concretas que criarão, antes de mais, uma solidariedade de facto”.