terça-feira, 11 de junho de 2019

Terrorismo no séc. XXI


Para ver o trabalho siga este link: Terrorismo no século XXI

 Trabalho premiado no Projeto+ 

Neste trabalho abordamos o tema relativo ao impacto que o terrorismo tem na atualidade. A escolha deste tema recaiu nas constantes notícias que nos são apresentadas diariamente pelos medias, bem como no facto de ser um tema de grande importância dado que está em causa a violação de direitos fundamentais dos Homem. Assim, com este trabalho tentamos procurar uma resposta, que nos consiga “justificar” as motivações que estão na base do terrorismo, mesmo sendo injustificáveis.
Constantes ataques deixam populações aterrorizadas, destruídas e, até mesmo, aniquiladas. 
E com isto surge uma questão: O que esta situação reserva para o século XXI?
São destacados os atentados às Torres Gêmeas, nos Estados Unidos da América, na cidade de Madrid, em Espanha, em Bali, na Indonésia, Londres, em Inglaterra e Paris em França. 
Os métodos, estratégias e meios utilizados pelos terroristas são variados e imprevisíveis e as variantes suicidas dos terroristas, bem como o eventual uso de armas de destruição em massa (ADM) ,mostram a vulnerabilidade dos Estados-Nação a todos estes ataques. 
Mas o que dizer quanto à racionalidade que possa estar associada às ações terroristas?
E quanto aos propósitos? Que racionalidade poderão ter?
De que forma o terrorismo viola os Direitos Humanos?
Que mundo nos espera?
Estas são algumas das questões que serão abordadas neste trabalho. 

Sofia Teté e Bibiana Oliveira, 12º C
Trabalho premiado no Projeto+ em 7 de junho de 2019
Orientação do trabalho: Dra. Ana Sousa





sexta-feira, 7 de junho de 2019

O Tratado de Tordesilhas faz 525 anos!


Planisfério de Cantino
Foi assinado 7 de junho de 1494 na localidade castelhana de Tordesilhas.
Foi um tratado celebrado entre Portugal e Castela, para dividir, entre estes dois poderosos reinos, as terras "descobertas e por descobrir" fora da Europa.

O Tratado de Tordesilhas assinado entre D. João II de Portugal e os Reis Católicos consagrava a Portugal todos os territórios compreendidos até ao meridiano que passa a 370 léguas a ocidente da ilha de Santo Antão, do de Cabo Verde.

Esta linha imaginária permitiria englobar, na coroa portuguesa, para além das terras africanas, a Índia, parte da Ásia e o Brasil, de cuja existência apenas sabia D. João II desde a viagem de Bartolomeu Dias em 1488 ao cabo da Boa Esperança.


Este tratado representou a evolução do processo de expansão europeia levada a cabo por Portugal e Castela. Foi a primeira vez na história que duas potências partilham o mundo tornando-o bipolar. Para Portugal, representou a capacidade de definir uma área de influência em paz com Castela e dentro do que eram os objetivos estratégicos do rei D. João II.

(evocação histórica dos alunos do 8º C)

quarta-feira, 5 de junho de 2019

A Paz na Europa - Lembrando o dia D - 6.6.1944



Uma homenagem aos que deram a vida durante os desembarques da Normandia para libertar a Europa e assim contribuir para o fim da 2ª Guerra Mundial. No dia 6 de Junho de 1944, começava a invasão dos Aliados - a Operação Overlord que se tornou o maior desembarque naval de tropas em combate até hoje. 
Passaram 75 anos. Tantos jovens, vindos de muitos países deram a vida.
A Paz que temos hoje é um desafio permanente.

Saving Private Ryan - 1998 - Steven Spielberg
- Depiction of the Omaha Beach assault

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Dia da Europa


Dia da Europa

O Dia da Europa, 9 de maio, assinala o fim da Segunda Grande Guerra e é a data em que é proferida a Declaração de Robert Schuman (fotos de arquivo aqui) que partilhou a sua visão para uma Europa unida em 1957: “A paz mundial não poderá ser salvaguardada sem esforços criativos que estejam à altura dos perigos que a ameaçam (…) “A Europa não se fará de uma só vez, nem de acordo com um plano único. Far-se-á através de realizações concretas que criarão, antes de mais, uma solidariedade de facto”. 

terça-feira, 30 de abril de 2019

1º de Maio

No dia 1º de maio de 1886, começou uma greve na cidade norte-americana de Chicago, com o objectivo de conseguir melhores condições de trabalho, principalmente a redução do horário de trabalho diário, de 16 horas, para 8 horas.
Na sequência da greve geral a 1 de maio em Chicago houve manifestações, revoltas e morreram trabalhadores.
Hoje o dia é feriado em homenagem a esses acontecimentos!
Revolta de Haymarket, 1886

quarta-feira, 24 de abril de 2019

No 45º aniversário do 25 de Abril

Homenagem a Salgueiro Maia


e aos militares que contribuíram para a restauração da democracia em Portugal.


O nosso património também é feito com Pessoas que mudam a História.

quarta-feira, 27 de março de 2019

Paisagem cultural de Sintra

Palácio da Pena - Sintra
Sintra, a primeira "paisagem cultural" a ser inscrita como Património Mundial, foi conhecida na antiguidade por "Serra da Lua", porque aí se realizavam rituais pré-históricos que homenageavam a Natureza. 
Nesta paisagem, de inesgotável beleza natural, foram construídos o Palácio Real, dos séculos XIII-XVI e o Palácio da Pena, do século XIX- o primeiro foco da arquitetura romântica europeia.
Em Sintra, o monarca Fernando II transformou as ruínas de um mosteiro em castelo, onde a nova sensibilidade se exprimiu pela utilização de elementos góticos, egípcios, islâmicos e da Renascença. Promoveu ainda a criação de um parque que harmoniza espécies locais e exóticas.
Outras residências de prestígio foram construídas segundo o mesmo modelo na serra e fizeram deste local um exemplo único de parques e jardins que influenciou diversas paisagens na Europa.
A imponência de serra e, ao mesmo tempo, a sua amenidade, fazem de Sintra um lugar único no qual o "espírito da terra" e o sagrado sempre se manifestaram de um modo privilegiado.