quinta-feira, 7 de maio de 2020

Centro Interpretativo do Românico



      




O Centro de Interpretação do Românico (CIR), promovido pela Rota do Românico, abriu ao público no dia 27 de setembro de 2018, na vila de Lousada.
O projeto expositivo deste grande equipamento de divulgação do património histórico-cultural distingue-se pelo arrojo da sua arquitetura contemporânea, mas igualmente pelas múltiplas experiências interativas proporcionadas pelos seus conteúdos museográficos.




O Centro de Interpretação do Românico (CIR), é constituído por uma superfície expositiva de cerca de 650 metros quadrados, distribuídos por um amplo átrio central e por seis salas temáticas: Território e Formação de Portugal; Sociedade Medieval; O Românico; Os Construtores; Simbolismo e Cor; Os Monumentos ao longo dos Tempos.
O CIR perfila-se, assim, como o cenário ideal para iniciar a viagem de descoberta da Rota do Românico e do seu território de influência, bem como da arte e simbolismo que marcaram Portugal e a Europa durante vários séculos da Idade Média.
A Rota do Românico reúne, atualmente, 58 monumentos, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende), no Norte de Portugal.





PRÉMIOS
  • Prémios Associação Portuguesa de Museologia 2019 | Categorias "Aplicação de Gestão e Multimédia", "Filme" e "Trabalho de Museografia"; Menção honrosa como "Melhor Museu do Ano".
  • Architecture MasterPrize 2019 | Categoria "Arquitetura Cultural".
  • MUSE Design Awards 2020 | Categoria "Design de Arquitetura" (Prémio Ouro).
  • A' Design Award & Competition 2020 | Categoria "Arquitetura, Construção e Estrutura" (Prémio Ouro).

Vale a pena visitar, num final de semana diferente, conhecendo ainda os monumentos inseridos na Rota do Românico...









Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários estão sujeitos a moderação.