terça-feira, 14 de julho de 2020

14 de julho... É feriado!

O dia 14 de julho de 1789 foi um dos momentos mais significativos da Revolução Francesa.
É feriado nacional em França!
A fortaleza-prisão da Bastilha no séc. XVIII
No decorrer da Revolução Francesa, a 14 de julho de 1789, o povo de Paris cercou a prisão-fortaleza medieval da Bastilha e insistiu com governador da prisão - o marquês de Launay,  para que libertasse os presos encarcerados naquela fortaleza. 
Por entre gritos e confusão ninguém cedia. Na Bastilha misturavam-se presos de delito comum e presos políticos que se opunham ao regime absolutista protagonizado por Luís XVI. Havia até partidários da instauração da república... 
A tensão crescia assustadoramente!
A certa altura, do interior da prisão, foram disparados tiros que mataram e feriram dezenas de sitiantes. Estes, revoltados, tomaram e incendiaram a fortaleza

A Tomada da Bastilha - 14 de julho de 1789
"A Tomada da Bastilha é de um grande simbolismo, com a maior parte dos historiadores a atribuírem a este episódio o início da Revolução Francesa, embora ela tivesse sido iniciada, em termos políticos e ideológicos, dois anos antes. A Tomada da Bastilha representa a passagem de um poder a outro, do poder aristocrático e da corte ao do povo e da burguesia.
Contra a coroa ergue-se doravante o povo e os seus representantes eleitos, para quem o poder está no parlamento.  
A revolta da burguesia, a que se junta a oposição camponesa, leva ao desmoronamento do antigo regime. A partir da Tomada da Bastilha nada ficará como antes." [»»]
A esse momento simbólico  devemos grande parte da configuração atual dos regimes democráticos de cariz representativo e parlamentar que vigoram no ocidente.

Fontes:
Tomada da Bastilha in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consultada. 2020-07-14]. Disponível na Internet: 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários estão sujeitos a moderação.